Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Granjinha/Cando

e Vale de Anta... factos, estórias e história.

Granjinha/Cando

e Vale de Anta... factos, estórias e história.

VIVEREI NO TEMPO

15
Jan11

Um Flaviense ilustre!

Não conheci pessoalmente o Dr. Edgar Carneiro, mas tenho um livro seu autografado, que me foi oferecido pelo Luís onde manifestou a sua estima a este blog. Era amigo do Luís da Granjinha, que esteve presente no lançamento do seu último livro em Espinho.

Era, por isso meu amigo e da Granjinha também.

Presto-lhe aqui uma simples homenagem no dia do seu falecimento.

 

 

 

Viverei no Tempo

 

Viverei no tempo
ainda que não veja
a hora repetida
viverei no tempo
mesmo quando
não seja de contar
o tempo que durar
além da vida

 

 

Edgar Carneiro “ Viverei no Tempo - Depois de amanhã”

REIS DE SÃO SEBASTIÃO - 2011- ABOBELEIRA

10
Jan11

       A tradição do cantar dos Reis de São Sebastião da freguesia de Vale de Anta, cumpriu-se mais uma vez. Este ano os mordomos eram da Abobeleira. O "rancho", foi dividido em três grupos, para tornar a volta mais rápida e menos cansativa pelos vários lugares da freguesia. Nestas fotos vemos o grupo, que cantou na Granjinha e no Cando.

      Temos a noção que é cada vez mais difícil manter a tradição, pois o pessoal mais novo, não está sensibilizado para este tipo de actividades e até porque esta tradição envolve custos, que para muitas pessoas por vezes, mesmo com boa vontade, são difíceis de suportar. Claro que os grupos numerosos de outrora é difícil mantê-los, mas lembramos com saudade quando os Reis noutros tempos chegavam à Granjinha, era um acontecimento, chegavam a encher a Rua da Capela! 

     Pensamos que talvez, se poderá completar o modelo de nomeação dos mordomos. Além da nomeação normal, que segue o registo de casamentos da freguesia, se os mordomos não puderem ou não quiserem cumprir com a tradição, seja a Comissão Fabriqueira a organizar o Cantar dos Reis. Claro que nestes casos, à esmola angariada, retirariam as despesas com a organização.

   

  

  

   

 

 

            Nesta altura o grupo de cantadores, que trocou as voltas ao "fotografo", já vinha da Granjinha e foi apanhado no Cando, onde foram captados estes bonecos, com pouca qualidade, pois o fotografo é fraco e além disso estava a chuviscar...

          Para o ano "calha" em Vale de Anta, vamos aguardar então que os mordomos nomeados continuem a tradição!